Atendimento ao Cliente: (11) 4021-5795 / 9.9984-8063 

Buscar:  

Multimistura

Óleo de Coco

Óleo de Coco + Cártamo

Ômega 3

Farinha de Linhaça Dourada

Cranberry desidratado

Mamão Papaya com suco de Maracujá

Abacaxi desidratado

Gengibre desidratado

Melão Cantaloupe desidratado

Manga desidratada

Mantenha-se jovem e saudável com uma castanha por dia

Uma boa alimentação é o segredo para ter a pele e corpo saudáveis. Muito se fala sobre as vitaminas C e E, o ômega 3 e tantos outros nutrientes que ajudam a manter o equilíbrio do organismo. O que poucos sabem é que a castanha-do-pará, uma semente tipicamente brasileira (tanto que é também conhecida como castanha-do-brasil), ajuda não só a prevenir transtornos musculares, neurológicos e até cânceres, mas também atua na elasticidade da pele, mantendo-a com aparência jovem por mais tempo.

"A castanha fornece magnésio, que intervém na atividade cardíaca e muscular e no funcionamento das células nervosas, bem como na formação dos ossos". "Também contém ômega 3, que melhora a concentração, a memória, habilidades motoras, velocidade de reação, neutraliza o stress e previne doenças degenerativas cerebrais. Além disso, ela reduz os riscos de doenças do coração".

Outra substância encontrada na castanha-do-pará é o selênio, cujas propriedades nutritivas foram descobertas no final da década de 70 e hoje são associadas entre outros benefícios ao retardamento do envelhecimento da pele.

A boa notícia é que os brasileiros têm na castanha-do-pará uma fonte rica e barata de selênio. Aliás, com apenas uma castanha ao dia um indivíduo adulto consegue suprir a necessidade diária desse nutriente no organismo. E isso pode ser feito consumindo-se a castanha na forma pura ou até mesmo em doces, torrada, em farinha ou em sorvetes. "Claro que in natura é sempre melhor, mas não há problema nas outras formas de consumo".

Selênio: Uma das substâncias características da castanha-do-pará é o selênio, um semi metal essencial à nutrição do organismo. O micronutriente melhora a resposta imunológica do organismo, previne doenças cardiovasculares e é essencial para a formação do T3 (hormônio ativo no funcionamento da tireoide). Além disso, como parte de sua função imunológica, também ajuda na prevenção do câncer.

A atuação do selênio tem ação antioxidante, combatendo os radicais livres também responsáveis pelo envelhecimento da pele, ele melhora a elasticidade dos tecidos apenas em conjunto com a vitamina E. "O selênio é um mineral que impede a degeneração celular, pois envolve a membrana da célula e protege o sistema imunológico".

Outros alimentos como fígado, peixe, crustáceos, ovo, brócolis, outras nozes brasileiras e couve também contêm selênio, porém em quantidades bem menores do que a castanha-do-pará.

A quantidade que cada indivíduo adulto deve consumir de selênio por dia é de 55 a 70 miligramas e, para as crianças, a quantidade cai de 20 a 30 miligramas ao dia "Uma castanha-do-pará tem em média 50 miligramas de selênio. A quantidade ideal seria então uma castanha por dia para adultos e meia para crianças."

A concentração de selênio no organismo pode ser medida com um simples exame de sangue de rotina.

Estudo: Em um estudo da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, divulgado em 2008 no American Clinical Journal of Nutrition, um grupo de pesquisadores liderados pela professora Christine Thomson realizou alguns testes e descobriu que, após 12 semanas, o grupo de voluntários que consumiu duas castanhas ao dia teve seu nível de selênio no sangue aumentado em 64,2%. "Os resultados indicam que o consumo desse alimento na dieta diária garante um bom nível de selênio sem precisar de suplementos".

De acordo com o estudo, essas castanhas são uma fonte simples, efetiva e barata para aumentar o nível desse micronutriente no organismo, uma preocupação do país já que o solo de lá tem baixa concentração dessa substância. A falta de selênio, ainda segundo o artigo neo-zelandês, pode estar associada a um maior risco de câncer, doenças cardiovasculares, alteração das funções imunológicas, infertilidade masculina, inflamações e infecções virais.

Mesmo no Brasil, nem todos os alimentos são ricos em relação a esse nutriente. "Mato Grosso e São Paulo são deficientes em selênio, por exemplo. Alguns estudos apontam que os habitantes de Manaus e Belém têm uma ingestão de selênio quase cinco vezes maior em relação à dieta de São Paulo".

 

<- Voltar

 
      

Multi New Life

 
Telefone: (11) 4021-5795 - Celular: (11) 9.9984-8063

- E-Mail: newlife@newlife.com.br

 Copyright © Multi New Life - Todos os direitos reservados